quarta-feira, 30 de julho de 2008

Paradise Lost

Depois de dar assistência ao Melo na prova de estrada para o Nordeste no regresso perdi-me... e vim a encontrar uma possível descida...

terça-feira, 29 de julho de 2008

Campeão do futuro, já começou a ganhar

Eu não disse.

Nando no PDL "Dam Tam"

Não vi a prova (estava a sofrer a pedalar para ao Nordeste), mas pelas reacções recolhidas aqui e ali parece que a mesma foi um sucesso, ainda bem. Segundo o que o TL conseguiu apurar o Nando partiu a louça toda mais uma vez, para ele e todo os outros ...boa sorte e tudo de bom. lol

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Nordeste "Ride's Again"


Aproveitando o 1ºdia de férias, nada como "esfolar o cabedal" numa volta até ao Nordeste. Só que agora numa bike muito diferente daquelas que estou habituado, roda 28 e pneus sem aderência, mudanças estranhas (faltam os andamentos leves), travões péssimos, sem suspenção, volante estupido. No entanto esta treta voa no asfalto, descarrega Km como quem come ginjas. Experiência diferente e interesssante fica para história a minha 1ª volta de sempre com bike de estrada (emprestada).

quarta-feira, 23 de julho de 2008

domingo, 20 de julho de 2008

Nando dá show no Nacional de DH




Pois é, o meu amigo e rival aqui no regional arrebentou com tudo e todos em Marco de Canaveses alcançando um brilhante 3º lugar na categoria master 40 (85º à geral) com um crono de 3:32:150 alcançado na 1ª manga e apenas 6 segundos do vencedor. Sem dúvida um encerrar de temporada em grande, um resultado merecido e justo para este veterano que já foi campeão nacional e que nesta prova foi o mais rápido em pista de toda a comitiva Açoriana.


O segundo mais rápido dos Açorianos foi o Ruben Moniz com o crono de 3:37:846 tirado na 2ª manga. Com este tempo Ruben alcançou a 18ª posição na classe junior (95º à geral). Ainda nos juniores Mark Rego com um crono de 4:04:207 alcançou a 30ª posição (126º à geral) e foi o ultimo na sua classe.


Na Classe rainha Nuno Narciso foi o 56º dos elites (97º à geral) do cerca de 70 que alinharam á partida na classe e obteve o crono de 3:39:210 alcançado na 1ª manga.


Nos cadetes João pacheco terminou na 20ª posição com a marca de 4:02:504 e foi o antepenúltimo da classe.


É de salientar que estiveram presentes cerca de 160 atletas nesta edição do Campeonato Nacional.




A todos eles uma boa sorte e tudo de bom!! Para a próxima será melhor de certeza.

sábado, 19 de julho de 2008

Se fosse vinho seria um reserva concerteza

E foi assim que quatro "velhos" companheiros se juntaram para fazer umas descidas, Diogo de novo numa bike de dh, Téte com lume nos pedais (como a foto e o pequeno filme documentam), Melo com a motivação do costume e o Rjg a matar o bicho depois de algum tempo ausente destas lides devido a motivos de força maior lol.

Epá senti-me confiante e tal...lol



video

Verdade seja dita este homem seja na terra seja no mar é sempre a rasgar lol.

sexta-feira, 18 de julho de 2008

"National" Narciso Report


Segundo o que o TL apurou junto do rider Nuno Narciso a vida lá para os lados do Marco De Canaveses não está facil.

Com um percurso de DH super duro com muita pedra, saltos, Drops, fisicamente muito exigente para não falar de um gap com mais de 8m que até ao momento só um Açoreano (Narciso) conseguiu saltar.

No XC as coisas também não estão faceis, num percurso com uma subida duríssima e uma descida em que facilmente se fazia, uma ou duas provas de DH do nosso campeonato. Ao que parece os XC rider's de topo nacional andam a fazer cerca de 20 minutos e os nossos top rider's 22 minutos por volta.

As condições climatéricas tambem não têm ajudado, pois tem estado um calor infernal o que dificulta muito os treinos.

A todos os atletas o TL deseja uma BOA SORTE E TUDO DE BOM. lol.

quinta-feira, 17 de julho de 2008

DH volta à Maia


"O Down Hill volta à Maia e desta feita numa exposição fotográfica com 16 imagens de 4 fotógrafos, DjSousa e os irmãos Câmara, o Emanuel, o Luís e o Victor.As fotos são da IV Prova de II Taça Disrego que se realizou a 18 de Maio nesta freguesia. Venha recordar os belos momentos vividos começando com a inauguração, no dia 19 de Julho na Santa Casa da Misericórdia do Divino Espírito Santo da Maia.A exposição estará patente até ao dia 27 de Julho. Aproveite e venha também às festas da Maia".

domingo, 13 de julho de 2008

SunDHay afternoon Fever.


Enquanto a grande maioria dos utentes deste lindo local disfrutava dos prazeres de um bom cozido com "garrafam de vim e melância", ripou-se mais uns trilhos um dos quais muito mas muito sinistro.

DT ou Damtam eís a questam!


Muito “bocas” foram já lançadas a este evento, no entanto, acho que é uma iniciativa louvável. Trata-se de um evento organizado por jovens e para jovens, numa atitude de aplaudir e contrasta com a apatia generalizada da comunidade juvenil micaelense para a prática desportiva. Acho também, que é de enaltecer esta organização pela utilização do seu tempo de férias na construção de algo que não passa por “…um som e uns copos…”.
O problema deste projecto “down town” na minha opinião está no conceito utilizado. Penso que a organização desde o início centrou-se apenas num DT e não estudou outras possibilidades.
O conceito de “down town” ou downhill urbano, como agora se denomina, está um bocado gasto e banalizado, foi usado e abusado um pouco por todo o lado, desde as grandes capitais até ás festas do bairro da paróquia mais próxima.
Na minha opinião, a organização desta prova poderia e deveria ter sido mais ambiciosa e criativa, usando toda imaginação e irreverência da sua juventude. Deveria ter tido em conta que Ponta Delgada não é propriamente uma cidade com grandes desníveis, portanto, qualquer prova envolvendo BTT’s de DH tem de envolver muito pedal para se gerar velocidade. Não nos podemos esquecer que é a velocidade que caracteriza o alto nível de execução, não nos esqueçamos também, que o melhor do mundo no nosso desporto é o mais rápido. Então se não temos um traçado em Ponta Delgada que impressione pelo seu desnível, que tal juntar algum contacto físico e alguma competição directa num desafio a quatro atletas. Talvez fosse o melhor formato para uma competição de BTT’s no traçado proposto. Já imaginaram quatro gajos a sprintar a fundo pela rua do Castilho a ver quem entra primeiro nas escadas da Riviera Lady? Querem mais espectáculo? Já imaginaram, se estes quatros indivíduos respondessem pelo nome de Lourenço, Narciso, Milton ou Jorge Medeiros? Pois, é que este formato 4X é abrangente às duas categorias do BTT.
Já dizia um velho ditado “mais vale cair em graça do que se fazer engraçado”, neste momento o DH já caiu nas graças de quem deve, não necessita de “floreados” para se fazer bonito. É uma modalidade que está em crescimento está muito bem organizada e cuidada, no entanto, o seu ritmo de crescimento está sustentado à nossa realidade e não nos podemos queixar. Temos que ter a noção que praticamos um desporto com características exclusivas, devemos ter orgulho e não podemos vendê-lo como circo a troco de “favas”.

Nota: O teor deste texto é da responsabilidade única do autor.

À procura dos Trilhos de Lava

Mais um sábado para fazer umas descidas, mas com desistências à última da hora e apenas com dois rider’s Narciso e Melo só houve uma solução ir à procura dos trilhos de lava. No fim uma boa tarde a subir e descer de Scott Ransom. Continuam a ficar a casa que nós adoramos…

terça-feira, 8 de julho de 2008

Lançamento da nova máquina de DH

O TL recebeu a informação da última máquina de DH a correr nos trilhos do próximo mundial. Ora vejam as fotos desta preciosidade....lol
Uma 888 à frente...travões de disco....ainda n deu bem para perceber se são mecânicos ou hidraúlicos.....de repente, com tanta tecnologia incorporada são pneumáticos, tipo travão de autocarro...lolol

Na traseira vem montado um Fox Vanilla R...mas com certeza o R deve ser de RESTOS...lolol
Escusado será dizer que a qualidade de construção está ao mais alto nível, como as fotos podem comprovar...

Soldadura com eléctrodo revestido...nada melhor lol
Movimento pedaleiro??? Para quê...15kg's de bateria e o motor da máquina de lavar roupa resolvem o problema lol

Até já traz um kit de luzes para aqueles malucos que querem fazer a Lagoa de Fogo à noite lol
Pede-se alguma calma nas encomendas....lol



segunda-feira, 7 de julho de 2008

Momentos da volta.








Volta a S. Miguel em BTT




Corria-se o ano de 2002 e um grupo de rider’s (Eleutério, Luís Melo, Diogo Cymbron, Ricardo Queiroz e João Serra) no entusiasmo da pedalada lembraram-se de percorrer a ilha de S. Miguel de uma só vez. Possivelmente não fomos os primeiros, mas as condições em que realizamos a volta foram muito particulares; sem assistência motorizada alguma e usando BTT’s. Todo o apoio era transportado por nós e em caso de desistência ou mal-estar o mais certo era esperar muitas horas pelo resgate. Sei que no ano seguinte o Eleutério voltou a fazer a volta com outros elementos, que mais tarde continuaram e atribuíram o infeliz nome ao evento de “Volta dos Malucos”.
Ontem, passados seis anos a aventura voltou a repetir-se, desta vez comigo o Eléuterio e Diogo . Aproveitando o magnífico dia que se fazia sentir, percorremos os cerca de 230 km da volta a uma média de 21 km/h gastando 11horas e 20 minutos de pedalada. É de salientar que o espírito desta actividade é pura e simplesmente chegar ao fim e pelo caminho ter aquele tempo para se desfrutar as paisagens dos seis Concelhos da ilha. É uma actividade que pelo esforço dispendido, aprendemos a conhecer-mos a nós próprios e a descobrir onde está os nossos limites evitando ultrapassa-los sob pena de não chegarmos ao fim da viagem.
De futuro pretende-se instituir esta volta anualmente no primeiro fim-de-semana do “Tour de France”. A próxima aventura será a 2ª edição da descida do Pico da Vara em data a definir lá para o final do verão.