segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Claquete...Acção...Corta.


Show off ou não, gostem ou não, a verdade é que nos divertimos á brava a fazer estes clip's. Para além do mais aprendemos imenso, quer a nível tecnológico quer no plano técnico pois o facto de de nos podermos ver a andar faz com que tenhamos a noção daquilo que fazemos em cima da bicicleta.

sábado, 27 de dezembro de 2008

Duelo de Titãs...Specialized Demo 8 Vs Trek Session 88

A escolha não é fácil basicamente as duas nasceram para o “ripanço” dos trilhos mais agrestes, equipadas com tudo do bom e do melhor.
A Trek no ano de estreia de comercialização venceu o “Rampage”, que é simplesmente a prova de “freeride” mais dura que existe, a Demo por outro lado irá ter aos seus comandos o melhor “downhiller” da actualidade que responde pelo nome de Sam Hill. Ambas têm as mesmas suspensões e basicamente o resto dos componentes é de gama semelhante no entanto o “feeling” do funcionamento dos quadros é completamente diferente é um pouco como gostar de chocolate mas ficar indeciso entre o branco ou o de leite. A Demo é mais leve no peso e no preço em relação à trek. A Trek tem desenvolvimento tecnológico mais recente, a Demo tem mais anos de evolução. A Trek visualmente é super apelativa com pormenores de design quase artísticos a demo mudava-se umas coisitas (autocolantes e a ganga do selin).
No desempenho nos trilhos seria injusto em proferir qualquer sentença, pois como já disponho de algumas horas de Demo e apenas alguns minutos de Trek, a minha escolha cairá sempre para o lado da Demo.
No entanto o VMA desceu com as duas bikes pela primeira vez e acho que sentiu bem as diferenças. Para mim são as duas fenomenais, sendo uma honra a apresentação, neste Blog, de imagens quase exclusivas destes modelos de 2009.

The Movie

Burra Trail

86-60-86



O amor é lindo...


...pelo cachorro, é claro. lol

TL Crew

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Burra "bed time stories"

Trazer um amigo na próxima volta é uma característica comum a quem anda nas bikes. A partilha de sensações fortes, o querer que o outro perceba aquilo que nós descrevemos na segunda-feira...é natural.
No entanto a experiência diz-me que um "ride" bom para ti pode tornar-se num pesadelo para outros.
Esta pequena reflexão é só para dar o tom e o enquadramento a uma das mais caricatas histórias que já vivênciei na burra.
Certo dia um rider nosso amigo (entretanto aposentado) decidiu trazer dois amigos para dar a volta que estava na moda na altura Monte Escuro/ Burra/ descida da Marquesa (ou Araújo) Lagos/ Praia.
A coisa já começou mal na saída da cascalheira com um deles a estatelar-se na primeira e mais fácil descida de todas que antecede a subida de pedra-pomes. O segundo no topo da subida já andava com “taquicardias”, suores frios e já rogava pragas (piores que as do Pacheco).
Quando chegamos à burra a coisa complicou-se, descemos todos excepto um que não havia maneira de aparecer. Esperamos, come-mos umas barras, torna-mos a esperar até que foi hora de subir e ir procurar o “cadáver”.
Foi então que descobrimos o rider em estado de choque, sentado no chão na parte mais estreita do trilho. Para compor a coisa descobrimos que o homem sofria de vertigens e quando se apercebeu da altura do trilho e dos declives laterais do mesmo, deitou-se no chão com um ataque de pânico. Simplesmente surreal foi a maneira que encontramos para tirar o tipo de lá, uma camisola pela cabeça de modo a fechar-lhe os olhos e dois de cada lado para lhe conduzir trilho a baixo.
Enfim um passeio destinado a ser divertido tornou-se num pesadelo de quase 5 horas

Aprendi uma grande lição, em trilhos “Hard” conhecer muito bem quem vai na roda.

Clip da volta - versão final




PS:imagens adicionais pelo RM

Himalaias

Aqui fica o registo do sr. Professor a descer a burra, já que ultimamente ele é que faz o registo do pessoal.

Mesmo com 100mm o Jormed demonstrou como se desce.

domingo, 21 de dezembro de 2008

À procura da Burra com a bike pela mão!!!

Depois de algumas faltas de comparência aos rides de fim-de-semana, o regresso aos Himalaias com os companheiros trialeiros deu para "alimentar a fome" de enduro/all-mountain, num dos melhores trilhos da Ilha! Neste percurso dá pra sentir tudo...o pulmão a abrir nas subidas, o desafio da gravidade nos drops e longas descidas...e as zonas de pedalar em "single trails" muito técnicas! Na descida mais espectacular do percurso, com grotas de ambos os lados onde nasce a Ribeira da Praia, foi possível observar RM com a sua test-drive pela mão...será que procura a famosa burra...

Já o Gamboa penso que já não acredita nestas coisas...estava sim a poupar a sua lesão no ombro...que consigas recuperar rapidamente...uma boa sorte e tudo de bom...(eheh)

sábado, 20 de dezembro de 2008

Hard Enduro - Himalaias

Foi uma bela volta, contando com a ilustre presença do Jormed que na descida deu-lhe como gente grande (estatelou-se também), na subida foi igual a si próprio. Andou vidrado na performance dos seus pneus e nas linhas arrojadas que andava a fazer.
O RM de "testbike" ganhou confiança e atirou-se (de cabeça) mais alguma coisa, mas perdeu o despique (eu também) com o Narciso na subida para a descida do pisão. O Pacheco queixava-se das mudanças desafinadas, sabe-se lá porquê, mas vingou-se na descida da "burra".
RJG voltou, depois de afastado devido a lesão no entanto ainda não está a 100% bem como os travões da sua bike que deixaram de funcionar por falta de pastilhas.O narciso cada vez mais em forma para os jantares de natal, nota-se bom andamento com a nova bike. Eu consolei-me a dar mergulhos pela burra abaixo e passei o resto da tarde a tirar silvas das pernas.
Enfim mais uma manhã bem passada.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Postais de Natal


Ainda não é dia 24, mas recebi hoje uma das melhores ofertas de sempre. Directamente da Santa Cruz Syndicate, dois postais autografados pelos team rider's a lenda viva Steve Peat e do actual campeão do mundo, Greg Minnaar.

Para eles um bom 2009, boa sorte e tudo de bom.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Friends will be Friends

A nova época anda ai á porta e são cada vez mais as ocorrências estranhas que surgem no meio das bikes. Acontecimentos tão estranhos que até parece que estamos no “entroncamento”.
Ora vejamos, por exemplo o caso do NC, o Clube que mais tem puxado pelas bikes nos últimos 3 anos, que mais atletas tem lançado na modalidade, que paga as inscrições de muitos atletas, que organiza as provas, que dá a cara, que teve atletas a vencerem provas de estrada, que venceu a taça de XC, que venceu a taça de DH, que organizou cursos…etc e tal, o que lhe acontece??? Será recompensado certamente pelo bom trabalho, com certeza?? Não??
Nem pouco mais ou menos, simplesmente ficou praticamente sem atletas na sua equipa de DH e ainda por cima sem patrocínio para a equipa.
Estranho?!
Se uma equipa vence valoriza-se, certo? Parece que não. Se os atletas vencem é natural quererem continuar, certo? Parece que não.
Estranho?!
Será que o NC tem os ordenados em atraso? Dívidas ao fisco e á segurança social? Não me parece.
Desculpem-me a expressão, mas para mim isto é um caso que de estranho tem muito pouco. Trata-se sim do primeiro grande caso de “Sacanisse e filha da putísse” do ciclismo “moderno” açoriano. Se estas atitudes no ciclismo vão estar na moda, então eu prefiro andar mal vestido. Para mim valores como a lealdade e a honestidade ainda valem muito, para não falar de amizade.
Por isto, quem pensava que este grande clube iria ser ridicularizado na próxima época enganou-se. Em 2009 os trialeiros Nuno Narciso, Luís Melo e alguns amigos vão ajudar o NC a renovar o título de 2008, ajudando quem um dia ajudou muito o DH.
Nós devemos isto.
PS: Recomendo a alguns agentes desportivos, alguma revisão de literatura sobre o tema Ética no Desporto.

"Solo Session"

Passados uns dias meios manhosos, não havia maneira de dar uma volta de “meio da semana”. Eis que hoje surge uma aberta e estava escolhido o “spot” de destino. A “catedral” ficou em evidência pelo sol da tardinha e depois de meia hora de condução e hora e meia de caminhada, carregando a bike pela mão e ás costas, já estava na zona de “take off” pronto para descolar rumo á carrinha no final do trilho. Uma descida em jeito de “directo” só abrandando nas levadas para falar com um simpático casal de turistas e dando-lhe a fundo de seguida para conseguir descer o estradão ainda com uma boa luz.
No fim-de-semana á mais.
PS: a Bike que só sobe de carrinha e pela mão.

sábado, 13 de dezembro de 2008

SaturDHay Fever - the movie

"Light enduro" - nem por isso.

Pois é, nada como as coisa bem combinadas! Pelas 9 e pouco apareceu quem aceitou o desafio para uma actividade supostamente mais leve para o organismo e respectivas mecânicas. Só que quando se juntam trialeiros da "porrada" num mesmo grupo as coisas tendem a "descambar" para a exaustão no final da volta. Assim numa manhã algo fria e húmida o grupo demorou cerca de 2 horas e meia para fazer quase 20 Km, foram descidas pelo portal e 3Km, subida para a ceára via cemitério, descida pelo "arrebentão", subida pela estrada, descida pelo DH trail do portal, subida pela estrada, subida pelo portal, descida do portal para os 3km, subida dos 3Km... e finalmente..."carrinhas street". Para ser considerado um Hard só faltou um pouco mais descida agreste e um pouco mais de subida vertical com a bike ás costas.

O pessoal que só sobe de carrinha. Da esquerda para a direita: Vicente, um velho amigo em grande forma; Melo, como sempre; Eleutério, satisfeito a pensar no almoço: Narciso, a preparar-se para comer uma barra; RM, de rastos. lol

PS: Mas no final o objectivo foi cumprido: "chegar a horas decentes para almoçar". lol

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Parabens Taveira

A pedido de muitas familias...

Parabéns Taveira


Faz hoje 31 anos, o trialeiro que mais vezes deixa a bicicleta em casa (em conjunto com o VMA) para este belo exemplo de como manter uma bicicleta nova em boas condições, uma boa sorte e tudo de bom.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

2008 em "souvenir's"

Já o disse várias vezes e nunca é demais repetir: 2008 foi o ano com as melhores provas de sempre da história recente do ciclismo açoriano (não sei do passado nem quero saber). Foi o melhor ano de sempre em termos de: participantes em provas, atletas federados, escalões envolvidos, equipas organizadas, traçados de provas, competitividade, organização e até em participações no exterior. Este ano até surgiu algo inédito no nosso meio, o "clubismo", alguns "doentes" pelas suas equipas (sim, porque apareceu um clube da bola também) trocaram ao longo de meses galhardetes no Biclas para gáudio dos leitores.
Todo este sucesso acontece devido a alguns factores: continuidade do trabalho iniciado á 2 anos e á febre/moda que vem crescendo á volta das bicicletas em S. Miguel. Esta sinergia tem de ser aproveitada ao máximo para lançar as bases para o futuro da modalidade a longo prazo, porque exceptuando o DH as outras vertentes estão repletas de “cadetes" acima dos 30 anos que um dia por qualquer razão, deixarem de aparecer nas provas vão criar um vazio que deixará o XC/Estrada na estaca zero novamente. No entanto estes atletas têm quase o dobro dos dias de competição em relação a quem pratica só DH. Na minha modesta opinião à que repensar estratégias. Cá por mim, este ano concretizei alguns objectivos um dos quais era correr em todas as modalidades DH/XC/Estrada, fiz os dois campeonatos (DH/XC) na íntegra e ainda duas provas de estrada (Nordeste e o Contra Relógio) termino este ano tranquilo, para o próximo …logo se verá.

Making off Trilhos d'elite parte 3

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Volta do Cavalo

A zona do Salto do Cavalo, nos arredores das Furnas, foi a escolhida para o início de mais um Hard Enduro desta vez de categoria extra. A ideia era basicamente fazer uma ligação em linha por três trilhos de “elite”, assombrosso, simply the best e gaiteira poente, uma delícia para quem gosta de “rides pesados”. Para fazer frente ao desafio, estava reunida uma “tropa” especial disposta a tudo, desde descidas verticais a rampas de pouca aderência.
Como em qualquer missão de risco, a meio do “…best” sofremos uma “baixa”, RJG na saída de uma barreira foi projectado, bateu forte no chão, perdeu a mobilidade do braço direito e o resto da volta. Temeu-se o pior mas felizmente nada de grave e horas mais tarde já estava a segurar numa saborosa cheeseburger.
No destino final a exaustão física de todos os rider’s era o sinal de mais uma missão cumprida e de provavelmente um feriado de sopas e descanso. Pelo meio ainda houve tempo para umas imagens no “…best” com uma estampilha do Eleutério pelo meio.



Ps: Filme rodado com o telemovel do RM

sábado, 6 de dezembro de 2008

I´ll be back...


Mais uma vez o sabado a tarde foi dia do pessoal ir fazer umas descidas, amanha vamos fazer um ride enduro/all mountain como deve ser, quem se quiser juntar ao pessoal o ponto de encontro será no hiper modelo da lagoa as 9:30h. Epa o senhor que esta a esquerda na foto não é o governador da california? lol.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Vem "dar a volta á droga"

No próximo dia 7 de Dezembro vai realizar-se á semelhança dos ultimos 2 anos, a mega concentração anual de bikes com passeio incluido, cujo o lema é "dar a volta á droga".
A organização deste evento está a cargo da Associação Norte Crescente. Apartir das 9:00 a concentração é feita nas portas da cidade seguindo-se um passeio muito "light" até á Lagoa com paragem no regresso na praia das Milícias para abastecimento, fornecido pela organização, regresso a PDL por Santa Clara prevendo-se o encerramento pelas 12:00.
Mais informações no site do NC e no Biclas Açores. (links em baixo)

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

TL awards 2008...and the winner is...

Ao longo de mês e meio o TL levou a cabo uma iníciativa inédita entre os bike blogs Regionais. Tratava-se abrir ao nosso público leitor a possibilidade de escolher qual o seu XC rider, DH rider, TL rider e Bike Trail preferido, daqueles por nós selecionados.
Sendo assim os favoritos dos leitores TL são:
XC Rider 2008: Jorge Medeiros

Foi o atleta eleito com o maior número de votos das três categorias. Vencedor do campeonato deste ano. Se o ciclismo está em franco desenvolvimento é devido ao trabalho, entusiasmo e empenho deste Sr. e dos seus pares. Para ele, uma boa sorte e tudo de bom.

DH Rider 2008: Lourenço "Barrote" Cymbron

Rider da Old School, desconhecido para muitos, que limpou três provas de seguida deixando a concorrência toda em sentido, não deve competir este ano, mas provou a todos que é como o vinho do Porto, melhora com a idade.

TL Rider: Luís Melo


No comment
Bike Trail 2008
O Assombrosso foi daquelas agradáveis surpresas de 2008. Andava perdido no meio da vegetação das Furnas, já ia sendo parcialmente usado até que dois TL teimosos, perderam tempo a encontrar a sua entrada superior. É um trilho que ganha ritmo á medida que se desce, tem um começo muito lento e técnico e rápido na parte de baixo, termina-se a fundo. Não é o melhor de todos mas também não compromete. Equilibrado.

domingo, 30 de novembro de 2008

Esta aberta a caça...

Hoje não vimos porcos a serem chamuscados na via publica, mas vimos coelhos e ouvimos tiros, tendo o Pacheco chegado a temer pela própria vida lol.

DH in Furnas...

Depois do hard enduro de ontem hoje foi dia de descarregar a adrenalina a fazer umas descidas, aqui ficam algumas imagens com som do Dj VMA

sábado, 29 de novembro de 2008

Bacon do asfalto...



Outra das cenas caricatas com que nos deparamos durante o nosso ride foi esta, parece que a tradição ainda é o que era.

Hard enduro...





E assim a hora combinada la estavamos nós na praia de agua de alto, o Dino Oliveira (hamburguers do asfalto) foi o primeiro a chegar o que significava que estava mesmo entusiasmado com esta sua 1º experiencia/2ºtentativa (talvez a ultima) com os trialeiros, passado um bocado la fomos nós em direção ao principio do trilho da gaiteira a caminho de um ride duro mas memorável, que teve direito a alguns momentos caricatos como uma perseguição canina em uma descida a alta velocidade, mas para a historia ficará o entusiasmo com que o Dino encarou o ride, este hamburguer não quiz deixar de referir que não ve a hora de ter um novo jantar com amigos, para poder contar as suas aventuras e ultrapassagens com o pessoal do TL....lol.

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

4 á partida 3 á chegada

Bem pessoal, deixo aqui o testemunho de um Hard Enduro á boa maneira aqui dos Trilhos. Após alguns cancelamentos de última hora lá estavamos nós 4 na linha de partida: Melo, RJG, RM e o nosso "burger do asfalto" Dino. A coisa começou bem, com uma rampa de 750m que mandou o Dino de volta para os lençois. Seguiu-se uma descida daquelas boas onde subitamente um canideo decidiu ir na roda do RJG durante quase toda as descida, e isto foi só o aperitivo. Já no single track inicíou-se o passeio a sério, subidas, descidas, monta, desmonta, carrega e arrasta até à R. Quente. Ingeriu-se umas barras e mais uma dose do mesmo e mais forte em direção à Praia da Amora, ai seguiu-se a "estocada final" até aos carros.

Como já falamos do Dino resta-me referir a atitude "refuse/resist" do RJG, fizemos uma altas passagens em secções de degraus complicadas, adrenalina a fundo para não pensar nas cãibras.

O RM para mim fez o melhor ride de sempre, muito concentrado, aplicado, sobreviveu ao canideo e ao trilho. Pela primeira vez desde que começou nestas lides andou calado como nunca, guardando para si todo aquele saber enciclopédico sobre componentes e acessórios.

Amanhã há mais.